Página Inicial arrow Trânsito arrow Renovação de CNH para quem está no exterior exige retorno ao Brasil
Sexta-feira - 18 de Abril de 2014

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Grupo Vip
Método Lordello de Treinamento em Segurança
NR Service
Top Clean
Méthodo Gestão Educacional
Associação Nacional de Agentes de Segurança
ASC Service
Pro Security
FL Terceirização
Full
Leão Serviços
Wall Service
Good Clean
Life Condomínios
JSEG Vigilância
Porto Service
Grupo GP
Seguridade
Comunicação Juridica
ATS Terceirização
Condomínio em Foco
Grupo Padrão
Grupo Titanium
QAP Segurança
Terras de Gênova
Lordello Consultoria
Crimes & Acidentes
Protecães
Avitran
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!

Quem está On-line

Renovação de CNH para quem está no exterior exige retorno ao Brasil Email
A renovação da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) de motoristas do Brasil que estão morando no exterior não pode ser feita sem o retorno ao país. Para renovar a Carteira de Habilitação após o vencimento do documento, o condutor deve refazer, obrigatoriamente, os exames médico e psicotécnico em uma das clínicas credenciadas pelo DETRAN (Departamento Estadual de Trânsito).

Os motoristas que tiraram a primeira habilitação antes de 1999 têm ainda um motivo a mais para voltar ao país para a renovação. Além dos exames já citados, é preciso também fazer os cursos de Primeiros Socorros e Direção Defensiva. A renovação é obrigatória de cinco em cinco anos para motoristas com idade inferior a 65 anos e a cada três anos para aqueles que têm mais de 65. Mas atenção: caso o condutor saiba que estará fora do país durante o período de vencimento da CNH, ele poderá fazer o pedido de renovação antes do prazo. Para isso, é preciso apresentar no DETRAN-SP o passaporte, a passagem comprada e uma justificativa por escrito explicando a situação.


TIRANDO A CNH PERMANENTE

Ao contrário da renovação, os motoristas que possuem Carteira Permissionária, ou seja, Provisória, não precisam voltar ao Brasil para obter o documento permanente. A Permissionária é a primeira carteira obtida pelo motorista novato.

O interessado na CNH definitiva deve fazer uma procuração, autorizando um terceiro a entrar com o pedido para retirar a carteira. Essa autorização deve ser reconhecida pelo consulado brasileiro do país onde o permissionário estiver.

Após isso, o DETRAN-SP prepara planilha com os dados do condutor para ser enviada ao Exterior e ser assinada pelo dono da CNH. Assinada a planilha e encaminhada de volta ao Brasil, à carteira pode ser retirada no DETRAN-SP. O processo é o mesmo para a emissão de 2ª via da habilitação, mas a carteira não é emitida se o motorista apresentar excesso de pontuação.
Nesse caso, é preciso fazer um curso de reciclagem e cumprir a suspensão estabelecida pela autoridade de trânsito do Detran ou Ciretran para iniciar o processo de emissão.

Os documentos necessários para o preenchimento da planilha pelo Detran-SP são CPF, RG, comprovante de residência (endereço no Brasil) e foto 3x4. A taxa cobrada é de R$ 22,98.

Outra forma de obter a CNH definitiva é por meio do portal e-Detran (http://portal.detran.sp.gov.br). Feito o pedido, a carteira é enviada para o endereço que consta no prontuário do condutor aqui no Brasil. Mas, segundo o delegado responsável pela Divisão de Habilitação do Detran-SP, Luiz Carlos Uzelin, “antes de fazer o requerimento de emissão de Carteira Provisória ou de segunda via, o condutor deve se informar sobre quais são as leis do país onde ele está residindo, para saber da aceitação da nova carteira”.


PRAZOS

Para o condutor habilitado com a Carteira Permissionária, a validade acaba no primeiro dia útil a partir do vencimento da data impressa no documento. Já para quem tem a carteira permanente o prazo é de 30 dias para que a renovação seja feita.


INFRAÇÃO GRAVÍSSIMA

Lembramos que o motorista que for flagrado dirigindo no Brasil com a CNH vencida estará enquadrado no artigo 162/V do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Neste caso a infração é gravíssima, resulta em sete pontos na carteira, multa de R$ 191,54, recolhimento da carteira e retenção do veículo até apresentação de pessoa habilitada a conduzir o carro.


Caio Ferretti
Assessoria de Comunicação do DETRAN-SP
 

< Anterior   Próximo >
AdvertisementAdvertisementAdvertisement