Página Inicial arrow Empresas de Segurança arrow Segurança Privada – Um mercado que cresce à margem da lei
Quinta-feira - 30 de Outubro de 2014

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase6.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Conecte-se ao Facebook!

Nossos Parceiros

Leão Serviços
QAP Segurança
Seguridade
Wall Service
Avitran
Protecães
Grupo Titanium
Grupo Padrão
FL Terceirização
Comunicação Juridica
Life Condomínios
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Top Clean
Full
Good Clean
Grupo GP
Crimes & Acidentes
Terras de Gênova
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Condomínio em Foco
Méthodo Gestão Educacional
Grupo Vip
Pro Security
Porto Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
ASC Service
NR Service
ATS Terceirização
Lordello Consultoria

Quem está On-line

Nós temos 10 visitantes online
Segurança Privada – Um mercado que cresce à margem da lei Email
De acordo com dados oficiais da Polícia Federal temos atualmente no Brasil cerca de 350 mil vigilantes contratados por empresas de segurança legalizadas.

Este número é bem menos da metade do número de homens que prestam serviços de forma clandestina, segundo dados da Confederação Nacional dos Trabalhadores Vigilantes e Prestadores de Serviços - CNTV-PS, que estima em 900 mil o número dos que vêm exercendo de forma irregular a profissão de vigilante. Em razão desse verdadeiro disparate, apenas cerca de um quarto do mercado de Segurança Privada no País está ocupado por empresas legalizadas que oferecem profissionais habilitados a exercerem a profissão de vigilante (ver quadro estatístico ao lado). Ou seja, em um mercado que oferece um potencial de aproximadamente 1,3 milhão vagas, apenas 350 mil estão sendo ocupadas por profissionais habilitados.

Uma situação vexaminosa para um País que tem hoje na Segurança Privada (exercida por profissionais habilitados) um serviço de primeira necessidade em razão da violência que assusta a todos. Nunca é demais lembrar que a contratação de serviços de segurança clandestina pode acarretar sérios transtornos para quem os contrata. Em caso de crimes praticados por esta “segurança”, o contratante também responderá juntamente com os autores do delito.

Veja o quadro abaixo:

Segurança Privada – Um mercado que cresce à margem da lei


Portanto, é fundamental que antes de contratar um serviço de segurança, o interessado busque informações junto à Polícia Federal ou ao Sindicato das Empresas de Segurança Privada para saber se a empresa é mesmo legalizada, está em dia com suas obrigações e se tem autorização da Polícia Federal para oferecer este tipo de serviço.

Fonte: Sindicato das Empresas de Segurança Privada (SINDESP-RJ)

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement