Página Inicial arrow Evitando Acidentes arrow Direção Defensiva: como evitar acidentes agindo proativamente
Segunda-feira - 20 de Outubro de 2014

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase4.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

ATS Terceirização
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Lordello Consultoria
Terras de Gênova
ASC Service
Protecães
Top Clean
JSEG Vigilância
FL Terceirização
Condomínio em Foco
Comunicação Juridica
Grupo Padrão
Leão Serviços
Crimes & Acidentes
Seguridade
Grupo Vip
QAP Segurança
Full
Associação Nacional de Agentes de Segurança
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Avitran
Méthodo Gestão Educacional
Wall Service
Life Condomínios
Porto Service
Grupo Titanium
Good Clean
Grupo GP
NR Service
Pro Security

Quem está On-line

Nós temos 4 visitantes online
Direção Defensiva: como evitar acidentes agindo proativamente Email
Sem dúvida, é enorme a necessidade de melhores motoristas. Embora impotente para resolver o problema sozinho, você pode melhorar a situação se avaliar o seu próprio modo de dirigir, empregando a “Direção Defensiva” como padrão comparativo. 

“DIREÇÃO PERFEITA OU DIRIGIR COM PERFEIÇÃO, SIGNIFICA QUE VOCÊ REALIZA CADA VIAGEM SEM ACIDENTES, SEM INFRAÇÕES DE TRÂNSITO, SEM ABUSOS DO VEÍCULO, SEM ATRASOS HONORÁRIOS E SEM FALTAR COM A CORTESIA DEVIDA”.


Dirigir com perfeição inclui a habilidade em controlar o seu veículo, de maneira que você não seja envolvido em algum acidente.

Os acidentes podem ser evitados. No caso de colisão entre dois veículos, geralmente o acidente pode ser evitado por qualquer um dos motoristas, ou por ambos.

Sabendo que os acidentes podem ser evitados, como poderíamos definir um acidente evitável?

“ACIDENTE EVITÁVEL É AQUELE EM QUE VOCÊ FEZ TUDO QUE RAZOAVELMENTE PODE FAZER PARA EVITÁ-LO”.


A maneira mais simples que você tem para não se envolver em acidentes é não dirigir. Você pode também, modificar completamente o seu próprio curso, a fim de dirigir por duas ruas quase desertas.

São maneiras mais simples de se evitar acidentes, mas não são razoáveis.
Você evita razoavelmente um acidente, quando usa a sua inteligência, seu bom senso, ou sua razão para evitá-lo.
Ao ver um acidente a maioria das pessoas perguntam: “Quem é o culpado?”

Deixando de lado as emoções e analisando racionalmente cada acidente de trânsito, você verá que saber quem é culpado, embora importante para efeitos legais, não melhora a situação no que diz respeito à prevenção de acidentes. A única maneira de tirar algum proveito do acidente de trânsito é você aprender como agir para evitar que ele se repita.

Em outras palavras: não importa saber quem é o culpado, mas sim, quem poderia ter evitado o acidente.

Por tudo isso, lembre-se: “não adianta estar certo e ser envolvido em acidente. O importante é você não se acidentar. Para isso, não basta você dirigir corretamente, é preciso que você dirija defendendo-se de acidentes... dirija na defensiva”.


a. O que é Direção Defensiva

Podemos sintetizar afirmando que:

“DIREÇÃO DEFENSIVA É DIRIGIR DE MODO A EVITAR ACIDENTES, APESAR DAS AÇÕES INCORRETAS DOS OUTROS E DAS CONDIÇÕES ADVERSAS”.


Como motorista de Direção Defensiva, você poderá adaptar seu comportamento às AÇÕES INCORRETAS ou inesperadas de outros motoristas e pedestres e a seis condições ADVERSAS que podem ocorrer a qualquer momento, tais como:

  • LUZ - CONDIÇÕES DE ILUMINAÇÃO
  • TEMPO - CONDIÇÕES ATMOSFÉRICAS
  • ESTRADA - CONDIÇÕES DA ESTRADA
  • TRÂNSITO - CONDIÇÕES DO TRÂNSITO
  • VEÍCULO - CONDIÇÕES DO VEÍCULO
  • MOTORISTA - CONDIÇÕES DO MOTORISTA



b. Tempo e distância: de reação, de frenagem e aparada.

Mesmo estando preparado para enfrentar as condições adversas que possam interferir na sua viagem, você sabe que não basta simplesmente ver o perigo para o seu carro parar.

Você vê o perigo, toma a sua decisão... e depois reage. Nada aconteceu instantaneamente, se ao ver o perigo, você decidir frear, até que o veículo pare terá se passado algum tempo, a saber:

  • TR = TEMPO DE REAÇÃO – é aquele que transcorre desde o perigo ser visto, até que o motorista tome qualquer providência.

 

  • TMR = TEMPO MÉDIO DE REAÇÃO – é aquele que o motorista em estado normal gasta para reagir, corresponde a ¾ de segundo.

 

  • TF = TEMPO DE FRENAGEM – é o tempo gasto depois de acionado o mecanismo de freio, até parar.

 

  • TP = TEMPO DE PARADA – é o tempo gasto desde que o motorista percebe o perigo, até parar.

 

  • TP = TR + TE - você sabe que um veículo não para instantaneamente. Desde que o perigo é visto até a parada total, existe um espaço de tempo em que o veículo continua em movimento, percorrendo certa distância.


Para melhor caracterizar tal distância, precisamos de algumas definições:

  • DR = DISTÂNCIA DE REAÇÃO – é aquela que o veículo percorre desde que o perigo é visto até que o motorista tome qualquer providência.

 

  • DF = DISTÂNCIA DE FRENAGEM – é aquela que o veículo percorre depois de acionado o mecanismo de freio até parar.

 

  • DP = DISTÂNCIA DE PARADA – é aquela que o veículo percorre depois que o perigo é visto até parar.

 

  • DS = DISTÂNCIA DE SEGUIMENTO – é a distância entre o nosso veículo e o que está na nossa frente.



c. Método Básico de prevenção de acidentes

O método básico de prevenção de acidentes consiste em três ações interligadas a saber:

1. Preveja o perigo, pense no que vai acontecer ou no que pode acontecer com maior antecedência possível e começa – se a ver ou prever o perigo muito antes do local de um possível acidente, antes mesmo de sentar-se ao volante, fazendo-se um levantamento mental das condições que serão encontradas pela frente. Enquanto espera que a máquina esquente, antes de iniciar sua viagem, preveja mentalmente as condições adversas que poderão ser encontradas no seu caminho, bem como as ações incorretas que poderão ser encontradas no seu caminho, bem como as ações incorretas que poderão ser praticadas por seus colegas.

2. Descubra o que fazer
Há maneiras adequadas para se enfrentar cada situação específica. Aprenda – as para poder aplicá-las no momento necessário.
Quase sem exceção, os acidentes resultam de um erro do motorista. O mesmo erro que produz um acidente leve pode causar um acidente fatal, e a gravidade é determinada pela ocasião. Isso quer dizer que cada acidente e a gravidade são determinadas pela ocasião. Isso quer dizer que cada acidente, mesmo pequeno, cada “barbeiragem” ou “bandalha” merece ser revista para se determinar qual foi o erro, quem errou e porque - de modo que se possam tomar providência para se afastar da possibilidade de repetição, talvez com conseqüências mais sérias, quem sabe, até mesmo fatais. Ainda que você saia dessa análise legalmente inocente, o fato de você, ao volante, ter permitido que houvesse o acidente, já indica por si só, que você não agiu em tempo, ou não sabia como defender, ou ainda, desconhecia o perigo. Lembre-se que para estar preparado para iniciar uma viagem, você deve prever mentalmente o que poderá acontecer e, portanto, é mais fácil descobrir o que fazer, ou seja, saber como defender-se.

3. Aja a tempo
Uma vez que você já conhece o perigo e sabe que defesa deverá em pregar. Jamais assuma uma atitude de esperar para ver.
Grande parte dos acidentes ocorrem porque os motoristas, mesmo percebendo o perigo, espera que o outro envolvido na situação tome as providências.
Não se iluda. Não pense que tudo vai dar certo. Aja como se o acidente estivesse quase acontecendo. Na verdade ele pode mesmo ocorrer.
Aja... enquanto é tempo.



d. Elementos da Direção Defensiva
Você já sabe que direção defensiva é questão de atitude. Essa atitude se caracteriza por cinco elementos:
- CONHECIMENTO
- ATENÇÃO
- PREVISÃO
- DECISÃO
- HABILIDADE

 

1) CONHECIMENTO: Você conhece as leis e regulamentos do trânsito?
Sabe os procedimentos seguros para ultrapassagem? Conhece o direito da preferência? Sabe como prevenir todas as situações de acidente?

2) ATENÇÃO: Você está sempre alerta para o que se passa à sua volta? Está consciente das condições de tráfego à sua frente? Olha constantemente pelos espelhos retrovisores e para os lados?
Lembre-se sempre que quatro segundos de desatenção significam quase 90 metros de distância percorrida por um veículo a 80 Km/h, antes de se iniciar a ação do freio.

3) PREVISÃO: Quando está dirigindo, você pode prever o que vai acontecer, ou o que pode acontecer? A previsão tanto pode ser a curto prazo como a longo prazo. O motorista que faz uma revisão de seu veículo antes de iniciar uma viagem está fazendo uma previsão a longo prazo (mediata), enquanto aquele que prevê complicações num cruzamento, uns metros à frente, faz uma previsão a curto prazo (imediata).
A direção defensiva exige ambos os tipos de previsão, os quais podem ser desenvolvidos e treinados.

4) DECISÃO: Você sabe o que fazer no exato momento, diante das mais diversas situações? Age com bom senso e rapidez?

5) HABILIDADE: Você sabe manejar o seu veículo, sabe parar, dobrar, seguir em frente, dar marcha à ré e executar bem as várias manobras de emergência? As pesquisas têm demonstrado que a habilidade não é apenas resultado da prática, mas, o resultado do treinamento + prática.

 


Fonte: Polícia Militar do Estado de São Paulo

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement