Página Inicial arrow Proteção e Segurança arrow A evolução dos equipamentos de proteção para automóveis
Sexta-feira - 24 de Outubro de 2014

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Conecte-se ao Facebook!
Visite nosso canal no Youtube!

Nossos Parceiros

Associação Nacional de Agentes de Segurança
Grupo GP
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
Porto Service
JSEG Vigilância
Méthodo Gestão Educacional
Leão Serviços
NR Service
FL Terceirização
Seguridade
Protecães
Lordello Consultoria
Life Condomínios
ATS Terceirização
ASC Service
Terras de Gênova
Wall Service
Top Clean
Pro Security
Grupo Titanium
Comunicação Juridica
QAP Segurança
Crimes & Acidentes
Avitran
Full
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Good Clean
Grupo Padrão
Condomínio em Foco
Grupo Vip

Quem está On-line

Nós temos 13 visitantes online
A evolução dos equipamentos de proteção para automóveis Email
Participei de um treinamento com dois instrutores israelenses versando sobre sistemas de alarmes de última geração e medidas de inteligência e contra inteligência.

A evolução dos equipamentos de proteção para automóveis A tecnologia avançada tem proporcionado muita segurança às empresas e também as pessoas físicas, dificultado tremendamente a vida dos marginais. Esses equipamentos são capazes de reduzir praticamente a zero as fraudes internas e externas, freqüentemente sofridas por lojas, comércio em geral, transporte de cargas, valores etc.

A evolução dos equipamentos é assustadora. O veículo tem merecido muita atenção dos técnicos e engenheiros. Tudo começou com a chamada "trava de câmbio" que impede a troca de marchas, mas se o condutor for abordado por marginal esse terá acesso à chave e com isso subtrairá o veiculo.

Depois, surgiu o sistema de "chave codificada". Como funciona: A chave de ignição possui um código eletrônico que impede a ligação do motor. Ocorre que os ladrões já acharam uma maneira de desligar a memória do código da chave.

Quem não se lembra do "botão corta combustível". O único problema é que os marginais possuem experiência suficiente para achar esse botão e anular o bloqueador. Não podemos esquecer dos "alarmes com sensores", que por sinal sempre apresentaram problemas.

É de se lembrar que muitos ladrões possuem habilidade suficiente para cortar o fio que aciona o alarme, poucos segundos após o arrombamento. A segurança começou a ser efetivada com o surgimento dos bloqueadores via pager ou rádio. Em caso de furto ou roubo o motorista liga para a operadora do sistema avisando da subtração do auto, que imediatamente emite sinais que cortam a ignição ou o fluxo de combustível.

Logo em seguida, entrou no mercado o rastreador via rádio. Um receptor de rádio é escondido no veiculo e sua localização é obtida através de antenas terrestres. A última novidade contra roubos e seqüestros é o "rastreamento e bloqueio de veículos via satélite". Utilizando o Sistema de Posicionamento Global (GPS) descobre-se com exatidão o paradeiro de uma pessoa ou veiculo. O GPS é um sistema que recebe e transmite informações através de uma rede de satélites e com isso a marginalidade não terá meios de desligar esse equipamento que está na órbita terrestre.

O leitor se recorda do seqüestro da filha do apresentado Silvio Santos. Ela foi levada com o próprio carro para o cativeiro. Se o veículo da seqüestrada estivesse equipado com o sistema de rastreamento via satélite, os policiais civis da Divisão Anti-Seqüestro teriam a localização exata do cativeiro e providenciariam a libertação da vítima e a prisão dos seqüestradores em questão de minutos.

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement