Página Inicial arrow Protegendo os Filhos arrow A importância da cadeirinha para criança no auto
Sexta-feira - 31 de Outubro de 2014

Segurança da Mulher

Assédio Sexual
Dicas Especiais

Segurança no Trabalho

Incêndio

Segurança da Informação

Espionagem Industrial

Frases do Dr. Lordello

frase2.png

Enquete

Quais as razões para o aumento da criminalidade?
 

Cadastre-se no Portal

Cadastre-se no Portal e receba nossos informativos periodicamente, além de concorrer a livros e convites para palestras.

:




Redes Sociais

Visite nosso canal no Youtube!
Siga-nos no Twitter!

Nossos Parceiros

Life Condomínios
Top Clean
FL Terceirização
Full
Good Clean
Grupo GP
Crimes & Acidentes
Método Lordello de Treinamento em Segurança
Condomínio em Foco
Terras de Gênova
Méthodo Gestão Educacional
Grupo Vip
Pro Security
Porto Service
Ganhe mais visibilidade. Anuncie aqui!
ASC Service
NR Service
Grupo Titanium
Lordello Consultoria
Seguridade
ATS Terceirização
Wall Service
QAP Segurança
Avitran
Leão Serviços
Protecães
Comunicação Juridica
Grupo Padrão
JSEG Vigilância
Associação Nacional de Agentes de Segurança

Quem está On-line

Nós temos 8 visitantes online
A importância da cadeirinha para criança no auto Email
Você sabia que em media, morrem cerca de 1000 crianças no Brasil, por ano, vitimas de acidente de trânsito? Grande parte dessa tragédia foi provocada pela falta de uso da cadeirinha ou cinto de segurança pela criança no veículo.

 
A importância da cadeirinha para criança no autoEstudos americanos demonstraram que o uso dos assentos de segurança, conhecidos popularmente por "cadeirinhas" reduz em 71% o numero de mortes em bebes de colo e em 54% as mortes entre crianças de 1 a 3 anos, em casos de acidentes automobilísticos. Nos 50% das mortes com crianças com menos de 5 anos, verificou-se a falta do dispositivo de segurança.

O professor Marcelo Martins Werneck, especialista na área, explica que "quando a criança esta dentro de um carro em movimento, tanto ela, quanto o veículo, se movem á mesma velocidade. Mas se o carro pára de repente á criança é lançada para frente porque continua a mover-se, mais ou menos a mesma velocidade que tinha o carro no momento do impacto. Assim, a cabeça e o tórax da criança batem contra o que estiver á sua frente, por exemplo, o encosto dos bancos dianteiros ou o painel e o pára-brisa".

Outro fato a ser ponderado é que a criança, com o impacto do acidente pode ser arremessada para fora do auto, se o vidro estiver aberto. É de se lembrar que segurar a criança no colo, mesmo no banco traseiro, não é uma boa idéia.
A Dra. Regina Kaiser, vice-presidente do Laboratório de Acidentes e Segurança Viária explica que "num acidente, uma criança de 20 kilos representa uma força de quase uma tonelada nos braços de quem a estiver segurando".
Os cintos de segurança integrantes dos autos são grandes e impróprios para bebês e crianças pequenas, que devem ser transportadas no banco traseiro junto à cadeirinha que devem conter de preferência, o cinto de três pontos. A não utilização desse equipamento é considerada infração gravíssima pelo Código Nacional de Transito. Há três tipos de assentos de segurança:

  1. Conchinhas: recomendada para crianças de até 9 meses ou até cerca de 10 Kilos
  2. Reversíveis: para crianças de 9 meses a 4 anos ou entre 10 e 20 kilos
  3. Assentos elevatórios: para crianças de 4 a 12 anos ou de até 1,45 m.


O uso da cadeirinha deve ser hábito e não opção das crianças.

Dr. Jorge Lordello 

 

< Anterior   Próximo >
 AdvertisementAdvertisement